Livros > Resenhas

A História Maravilhosa de Peter Schlemihl

Queridos leitores(as) deste espaço, hoje convido todos vocês a lerem uma obra simplesmente maravilhosa. O nome desse livro: “A história Maravilhosa de Peter Schlemihl”, do escritor Adelbert von Chamisso. Essa é uma obra que pode ser indicada, por exemplo, a seus filhos(as). Antes de entrar na história propriamente dita, vocês precisam conhecer esse autor francês, que viveu boa parte de sua vida na Prússia. Adelbert von Chamisso nasceu em 1781 em Château de Boncourt, França. Quando jovem fugiu da Revolução francesa, sua família simplesmente perdeu tudo.

Adelbert Von Chamisso adotou o alemão como sua nova língua. Ele acabou lutando contra o seu país, ou seja, contra as tropas de Napoleão, em 1798. No período em que servia o exército, ele ajudou a criar o Norsternbund, um grupo de poetas românticos em Berlim, entre 1804 e 1806, onde foram publicados seus primeiros poemas. Ao longo dos anos seguintes, Chamisso voltou à França e mais tarde participou dos salões literários de Madame Staël em Genebra. Quando retornou a Berlim em 1812, começou a estudar botânica e, num desses momentos de lazer, acabou escrevendo o romance “A História Maravilhosa de Peter Schlemihl”, que, segundo o autor, foi escrito com a finalidade de distrair os filhos de seu amigo Eduard Hitzig, para espantar o tédio. Em 1815, começou uma viagem científica ao redor do mundo a bordo de um navio russo sob a direção do capitão Otto Von Kotzebue.

Chamisso começou a sua peregrinação, onde registrou suas experiências em forma de diário, que mais tarde foi reproduzido em várias publicações científicas. Para saber mais sobre o autor, existe nessa edição de “A História Maravilhosa de Peter Sclemihl” da editora Estação Liberdade um comentário maravilhoso de Thomas Mann sobre Adelbert Von Chamisso e preciosas análises sobre o livro, que é indispensável à leitura. Thomas Mann e outros, desde que leram esse romance, achavam que esse livro havia sido destinado aos adolescentes. No entanto, Thomas Mann vê que esse romance é destinado a um público mais sofisticado também. E essa avaliação tem sido apoiada por vários estudiosos que têm se esforçado para desvendar as ambiguidades dessa história. Vamos ao livro? A trama do livro pode parecer simples, mas não é. A narrativa, cheia de toques sutis, vai criando um suspense. A história, assim como Kafka em “A Metamorfose”, depende de um único evento que transgride a razão.

No caso de Chamisso, esse novo elemento é a fantasia. O protagonista da história Peter Schlemihl conta sua história na primeira pessoa. Ele chega de uma viagem carregando consigo uma carta de recomendação para obter ajuda de um senhor chamado Thomas John. Mas ninguém presta atenção ao nosso herói, até que ele observa uma bela senhora de nome Fanny e ao mesmo tempo vê um homem estranho de casaco cinza a seu lado fazendo coisas fantásticas, como, por exemplo, tirar um telescópio do bolso, uma tenda, um tapete turco, refrescos e até mesmo dois cavalos.

O que chama a atenção é que ninguém parece estar ciente de onde vieram esses objetos. Schlemihl, o protagonista, resolve sair daquele lugar, mas encontra esse estranho que faz uma proposta para ele. Esse estranho homem de casaco cinza lhe oferece sua bolsa mágica. Em troca, ele quer a sua sombra. Em um primeiro momento Schlemihl não aceita, mas depois de ver que teria uma fortuna, aceita esse acordo. O homem de casaco cinza dobra a sombra de Peter Schlemihl, guarda-a em sua sacola e sai de cena. Mas se vocês pensam que a coisa acaba aí, é bom rever os seus conceitos.

A história segue um rumo totalmente imprevisível, simplesmente sinistra. E você não tem o direito de não ler essa obra-prima.

“A história Maravilhosa de Peter Schlemihl”, de Adelbert Von Chamisso, é um livro que merece um lugar de honra na sua estante.  


Data: 08 agosto 2016 (Atualizado: 08 de agosto de 2016) | Tags: Romance


< Gustav Mahler: um coração angustiado O Homem sem doença >
A História Maravilhosa de Peter Schlemihl
autor: Adelbert von Chamisso
editora: Estação Liberdade
tradutor: Marcus Mazzari
gênero: Romance;

compartilhe

     

você também pode gostar

Resenhas

A verdade sobre o caso Harry Quebert

Resenhas

O jogador

Resenhas

Bufo & Spallanzani