Livros > Resenhas

Mister G - Gilbert Garcin

Gosto de fotografia, mas não sou um conhecedor profundo da matéria. Conheço alguns fotógrafos maravilhosos, que são clássicos, e outros nem tão clássicos assim. Conheço alguns teóricos, como Roland Barthes, mas nada que me credencie a me achar um “conhecedor”. Mas uma dessas vezes, meio de por acaso, entrei no Google sem nenhuma pretensão e me deparei com um trabalho fotográfico que me surpreendeu imensamente. Para alguns conhecedores poderão comentar : “Você não conhecia Gilbert Garcin?” E eu assumirei minha falha – nunca havia ouvido falar até agora. Pois bem, fui pesquisar na internet sobre sua arte e sua vida e confesso que me surpreendi mais ainda com os dados levantados, soube, por exemplo, que ele fez uma exposição maravilhosa aqui no Brasil de julho a agosto de 2009 no MUBE (Museu Brasileiro de Escultura). E foi um sucesso.

 

No entanto, assim como eu, muitos talvez desconheçam esse extraordinário artista. Confesso que fiquei deslumbrado com a qualidade, com o humor inteligente e, mais do que tudo, suas idéias imagéticas. Fui à fonte e soube que ele tinha um blog e de lá pesquisei um pouco sobre seu trabalho que transcrevo aqui:

- Gilbert Garcin nasceu, em 1929, em La Ciotat, um vilarejo francês que fica na região administrativa da Provença – Costa Azul, no departamento de Bouches Du Rhône, e atualmente vive em Marselha. Começou a sua vida como proprietário de uma empresa de lâmpadas em Marselha, mas o curioso dessa história, é que aos 65 anos de idade ele desiste de todo o seu negócio para se iniciar na fotografia. Você que se acha fora de combate, provavelmente infestado de pensamentos parasitas a ponto de desistir de fazer algo bacana nessa vida, inspire-se em Gilbert Garcin e vá à luta.

Até então, suas fotografias resumiam-se a fotografias de família em férias anuais ou eventos também familiares. Gilbert Garcin sempre foi um homem culto que apreciava a pintura e a literatura, apesar de seu status de vendedor de lâmpadas seu trabalho tem um humor característico. Gilbert Garcin é um contador de histórias, um homem que tem uma profunda necessidade de se comunicar, nada de photoshop, nem softwares, seu trabalho resume-se a recortar e colar, é um artesão. Cria fotomontagens que oferecem ambientes para sua ficção. Suas imagens expressam um conceito, uma idéia, torna o abstrato visível, em outras palavras fotografar não depende só do olho, mas de um espírito que interpreta e dá sentido. Inventa novas visibilidades, e torna visível o invisível.

Existe um humor universal em suas imagens.  Seu humor "é um fenômeno destruidor da mais alta hierarquia, que ataca o estúpido o rotineiro e o pretensioso." E ele mesmo é o protagonista de suas histórias, que as vezes vem acompanhado com sua esposa. Com seu terno e chapéu criou um personagem de suas próprias comédias fotográficas. Sua arte tem um pouco de tudo do expressionismo abstrato segundo alguns, ao surrealismo segundo outros ,e ao construtivismo a moda Garcin. Mas sua fotografia traz um subtexto de que a “vida é um teatro”. (a foto ao lado chama-se "Vôo do Ícaro")

Em seu livro "A Câmara Clara : nota sobre a fotografia" o filósofo francês Roland Barthes reforça essa afirmação dizendo: que a ligação da fotografia com a arte se dá através do teatro e não da pintura. Uma cumplicidade entre a pessoa fotografada, o fotógrafo e o observador.

Gilbert Garcin já fez muitas exposições, tanto individual quanto coletivas. Em seu site encontramos uma sequência incrível de imagens e selecionei apenas algumas para que todos tenham o prazer de conhecer esse grande artista. Selecionei algumas fotos que me impressionaram pelas ideias contidas em si e apresento  agora, sem a precisão de cronologia, sem registrar nomes, apenas a captura da grata surpresa de ter descoberto, tardiamente, este artista.

Algumas fotos:



 



 



 



 



 



 

 



 



 

 

 

E chegamos ao fim.


Conheça o site de Gilbert Garcin para mais informações sobre este artista e sua "levada" teatral, com uma estética elegante e poética, sem abrir mão do bom humor.

 

 

 

 

 

 

 


Data: 08 agosto 2016 (Atualizado: 08 de agosto de 2016) | Tags: Fotografia


< A memória de nossas memórias O coração das trevas >
Mister G - Gilbert Garcin
autor: Gilbert Garcin
editora: Filigranes Éditions

compartilhe

     

você também pode gostar

Resenhas

Eyemazing: the New Collectible Art Photography'

Resenhas

The Beatles on the Road: 1964 - 1966

Resenhas

André Kertész